Nanossatélite ITASAT é destaque na reunião da SBPC

Modelo apresentado durante a SBPC

Membros da equipe ITASAT encontram-se esta semana presentes na 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), apresentando o satélite ITASAT-1 ao público. Uma matéria foi feita para o site da Agência Espacial Brasileira (AEB) em que são apresentados os principais objetivos do projeto.

 

O Itasat é um satélite educacional, com dimensões de 10x20x30 cm e peso de cerca de 5 kg, que utiliza o conceito cubeSat (padrão reduzido utilizado principalmente para pesquisa). O projeto, em desenvolvimento há cerca de dois anos, prevê colocar em órbita baixa (cerca de 400 km de altitude), quatro cargas úteis com cinco experimentos.

“O satélite levará experimentos de coleta de dados ambientais, validação de GPS para verificação de posição de satélites, placas de sensores, câmera comercial de baixa resolução para imageamento terrestre e link de comunicação segura”, explica o estudante Rafael Barbosa Januzi, um dos envolvidos no projeto.

A expectativa é fazer a integração dos sistemas do Itasat até o final do ano na Holanda. De lá, o satélite segue para os Estados Unidos, de onde deve ser lançado no começo de 2016. “As principais metas são aproveitar essa plataforma para a utilização em novos projetos do Itasat e ao mesmo tempo desenvolver mão de obra especializada no setor aeroespacial”, complementa Januzi.

 

A matéria completa pode ser lida neste link.

 

O site da Força Aérea Brasileira (FAB) também fez uma matéria sobre o nanossatélite ITASAT. A matéria pode ser encontrada aqui.